Amor réptiloide



Eis o novo casalinho da moda, a Sr.ª Maria José Valério, conhecida autora (ou não) da marcha dos lagartos e o Lizard Man (só conhecido por quem visita circos de atrocidades).
Conheceram-se na véspera de um jogo do Spórtem em pleno relvado, ela ensaiava a unica música que se lhe conhece (para não se esquecer da letra) enquanto ele, de lingua em riste tentava exterminar a praga que ia dando cabo do relvado de Alvalade.
O casamento foi lindo! O reptilário do Zoo de Lisboa estava à temperatura ideal para este tipo de bicheza se sentir em casa. Cobras e lagartos, lagartixas, sapos e batráquios, bichos de escamas, de gosma e visco, estavam todos expectantes para ver a noiva. Eis que ela entra, de verde vestida com um véu, assim pró escamoso, ele, no altar fazia a lingua silvar e enchia e desenchia o papo ... foi lindo. O bolo, de mosca com cobertura de teia e asinhas de enfeite, com três andares estava delicioso.
A lua de mel foi passada numa pousada naturista nos pântanos da Venezuela, de escamas ao léu, e sempre de linguas dadas, sonhavam em viver numa tóquinha lá prós lados do Campo Grande.

5 comentários:

HR disse...

Muito bom - bela ideia e texto à medida!

PixaComXis Produxões disse...

muito bom

Claricinha disse...

hehehe bem apanhado!

Claricinha disse...

Este blog tá fraquito... bora lá puxar pela cabeça!

tiagugrilu disse...

É minha vizinha, a da esquerda. Ou será a da direita?